Como identificar uma mala Hermès falsa

90% de todas as malas Hermès Birkin e Kelly vendidas online não são autênticas! De acordo com o EUIPO, 37% dos consumidores compraram um produto contrafeito sem saber.

A Hermès representa o auge da artesanalidade e exclusividade no mundo das malas de pele de luxo. Reconhecida pela sua qualidade inigualável e atenção ao detalhe, a marca tornou-se sinónimo do pico do luxo e sofisticação. No entanto, com a grande procura por modelos icónicos como a Birkin, Kelly e a Constance - conhecidos como BKC (Birkin, Kelly, Constance) - o mercado tem visto um aumento em produtos falsificados, muito bem feitos. Este guia visa dar-lhe a capacidade e o conhecimento para distinguir uma mala Hermès genuína de uma falsa, garantindo que faz um investimento seguro e informado na sua coleção de luxo.

A herança da Hermès e as suas malas icónicas

Fundada em 1837, a Hermès começou como uma oficina de alta qualidade para arreios de cavalos em Paris, para atender à nobreza europeia. Ao longo das décadas, evoluiu para uma das marcas mais prestigiadas do mundo em bens de luxo, incluindo as suas lendárias malas que foram introduzidas no século XX. Cada mala Hermès é um testemunho do compromisso da marca com a qualidade, feita quase inteiramente à mão por artesãos especialistas - um processo que pode levar até 48 horas por mala.

As malas Birkin e Kelly, ambas nomeadas segundo as celebridades Jane Birkin e Grace Kelly, estão entre os itens de luxo mais procurados do mundo. O seu desejo não está apenas na estética, mas também na funcionalidade e no status que conferem aos seus proprietários. A mala Constance, igualmente prestigiada, oferece uma alternativa mais compacta com seu distintivo fecho em H.

Vamos falar sobre os preços

O custo de uma mala Hermès genuína reflete a sua artesanalidade, materiais e legado da marca, geralmente variando de 10.000 a mais de 300.000 euros para modelos raros ou especialmente confecionados. Embora um preço baixo possa ser tentador, muitas vezes é um claro indicador de uma falsificação. No entanto, preços altos não garantem autenticidade; algumas falsificações são propositadamente caras para imitar a mala genuína. No entanto, é importante notar que um preço alto por si só não confirma a autenticidade. Alguns falsificadores podem definir preços altos para criar a ilusão de legitimidade, esperando enganar os compradores a pensar que a mala deve ser real se for cara. Portanto, ao considerar a compra de uma mala Hermès, o preço deve ser avaliado em conjunto com outros itens de autenticidade, como a qualidade dos materiais, detalhes do artesanato e a reputação do vendedor.

Identificar a pele genuína Hermès e a sua artesanalidade

Qualidade da pele e cheiro

A qualidade da pele usada é um indicador chave de uma mala Hermès Birkin genuína. A Hermès usa pele de grão integral para criar as suas malas, que é a pele da mais alta qualidade disponível no mercado. Esta pele retém a camada superior, garantindo durabilidade e uma aparência natural e luxuosa. As peles usadas mais comuns, incluindo a Togo, Clemence e Epsom, são todas notáveis ​​pela sua qualidade e textura. No geral, as malas Hermès usam uma variedade de peles premium, incluindo bezerro, crocodilo e outras, geralmente conhecidas pela sua maciez, maleabilidade e distinto brilho natural. Por exemplo, uma mala Hermès falsa muitas vezes não consegue replicar a qualidade destes materiais. As falsificações normalmente utilizam peles de qualidade inferior que podem parecer rígidas ou excessivamente brilhantes, por vezes com uma textura semelhante ao plástico. Além disso, estas peles de qualidade inferior podem emitir um odor químico ou semelhante ao acrílico, muito diferente do cheiro da pele natural associado aos produtos genuínos Hermès. Esta discrepância na qualidade do material é muitas vezes um sinal claro na verificação da autenticidade de uma mala como a Birkin. Mas não se engane, existem cópias realmente boas que são feitas com pele de muito boa qualidade, sendo sempre necessário ir além da simples verificação da pele usada.

Artesanalidade e as costuras da Hermès

Atualmente uma mala Hermès não é 100% feita à mão, apenas partes. Porém, a precisão manual na técnica de costura da Hermès em cada parte da mala é um sinal muito revelador de sua autenticidade. As costuras devem ser apertadas, uniformes e sem qualquer desgaste. Em contraste, as malas falsificadas podem apresentar costuras descuidadas com espaços irregulares ou fios soltos. Numa mala Hermès, cada ponto manual é costurado num ângulo específico e não diretamente, o que impede que a costura se desfaça. As costuras autênticas da Hermès são ligeiramente anguladas, uniformes e limpas, um detalhe muitas vezes perdido pelos falsificadores. Compreender a construção das malas Birkin revela a artesanalidade tradicional da Hermès. Como foi originalmente criadora de equipamentos equestres para a nobreza francesa, a Hermès manteve a sua icónica técnica de costura de sela (saddle stiching) na criação das suas malas. Este método, um testemunho do legado da marca, desempenha um papel crucial na durabilidade e estética de cada peça. A costura de sela é um processo de costura manual que envolve uma técnica meticulosa onde cada ponto é feito à mão. Este método usa duas agulhas e um único fio de linho encerado, garantindo que cada ponto é perfeitamente executado. As malas são montadas com a pele presa de forma firme num grampo de madeira, permitindo que o artesão tenha o controlo preciso enquanto costura. Esta técnica tradicional de costura da Hermès não é feita apenas por um motivo estético; é feita também para garantir longevidade. A costura de sela é reconhecida pela sua força - se um ponto rebentar, a costura não se desfaz, um traço crucial para a durabilidade de malas premium como a Birkin. O fio usado no processo de costura é um linho encerado à prova d'água, escolhido pela sua força e qualidade. Cada ponto é um pequeno testemunho do legado de qualidade da Hermès.

Proporções da mala

As malas Hermès verdadeiras mantém proporções específicas, apesar das suas variações de tamanho: desde a Baby Birkin de 25 cm até os modelos Birkin de 40 cm. Cada aumento de tamanho mantém a integridade proporcional da mala. A diferença de tamanho entre uma Birkin de 25cm e uma de 30cm, por exemplo, não está apenas na largura, mas também proporcionalmente na altura e profundidade. O mesmo acontece com a de 35 cm versus a de 30 cm, e assim por diante. As falsificações muitas vezes não conseguem replicar essas proporções exatas, principalmente na base da mala, e podem surgir com um tamanho estranho ou deformadas.

Principais características do logotipo Hermès autêntico

Num logotipo da Hermès estampado na mala, lê-se “Hermès Paris Made in France.”

Fonte e posicionamento do logotipo Hermès

O logotipo é criado numa fonte específica e precisa, que é impressa na pele para permanecer inalterada independentemente da textura desta. Isto significa que, apesar das variações naturais da pele, o logotipo deve aparecer limpo e uniforme. Será sempre centrado de forma perfeita, mantendo uma aparência equilibrada e simétrica que se alinha perfeitamente com o design geral da mala. Preste sempre atenção à aparência irregular e problemas de alinhamento. Um dos sinais reveladores de uma falsificação é o desalinhamento do logotipo. Se o logotipo estiver irregular, inclinado ou torto, isso é um grande indicador de um problema. Os logotipos autênticos da Hermès são sempre perfeitamente centrados e integrados harmoniosamente no design da mala. Nas malas Hermès falsificadas, o logotipo pode apresentar várias falhas: pode parecer muito grande, irregular ou em blocos. A finesse encontrada nos logotipos genuínos da Hermès muitas vezes perde-se nas réplicas, porque a precisão da estampagem autêntica é muito difícil de replicar.

Impacto da textura da pele no logotipo

A habilidade da Hermès garante que a clareza do logotipo é sempre mantida, independentemente da textura da pele. Seja a mala criada em pele Box lisa ou Togo granulada, o logotipo deve manter sua fineza sem qualquer distorção ou irregularidade.

Preste atenção ao dust bag

Cada mala nova da Hermès vem com um saco de tecido protetor (dust bag) de alta qualidade em bege claro ou laranja, apresentando um logotipo da Hermès muito bem impresso em castanho escuro. O cordão também é feito de algodão 100%. Este dust bag quando falsificado pode desviar-se na cor e na qualidade, muitas vezes aparecendo em cinza e com cores do logotipo incorretas.

Fechaduras e chaves

O número na fechadura (aloquete) deve sempre corresponder ao número gravado na chave que a acompanha. As fechaduras e chaves incluídas com as malas Hermès genuínas têm números que combinam entre si, um detalhe frequentemente negligenciado nas falsificações. Numa mala Hermès autêntica, as chaves são seguras com uma tira de pele amarrada à alça e são guardadas perfeitamente dentro de uma clochette de pele. Esta especificidade não só realça a elegância da mala, mas também garante que as chaves estão sempre disponíveis para o uso com a fechadura correspondente. Em contraste, as malas Hermès falsificadas muitas vezes exibem discrepâncias no conjunto de fechadura e chaves. O material pode não corresponder à qualidade ou cor dos outros componentes metálicos da mala, e as chaves e fechadura geralmente são significativamente mais leves do que aquelas encontradas nas malas Hermès genuínas, pois são feitas com um cuidado considerável em materiais de alta qualidade, mais pesados. Esta diferença no peso e na qualidade é um indicador crítico ao avaliar a autenticidade de uma mala Hermès.

O hardware

A qualidade do hardware numa mala Hermès, como os fechos giratórios, cadeados e tachas de base, deve ser sólida e pesada. O hardware autêntico é geralmente feito de metais de alta qualidade como paládio ou metal banhado a ouro, e cada peça é finamente gravada com o logotipo da Hermès. As malas falsificadas frequentemente utilizam metais mais leves e mais baratos que podem oxidar com o tempo. As placas das malas Hermès vêm em vários acabamentos, incluindo ouro, prata, ouro rosa e até decorações como diamantes.

Um recurso notável na fixação destas placas à mala é o uso de "perlage", um termo francês que refere a uma técnica que envolve pequenos pregos. Este trabalho deve ser executado de forma impecável, pois não só fixa a placa à alça de pele, mas também adiciona um toque decorativo. Embora esta técnica seja distintiva da Hermès, muitos fabricantes de falsificações começaram a replicá-la com grande precisão.

As tachas usados no trabalho de contas devem ser do tamanho correto e posicionadas precisamente. Historicamente, a colocação destes detalhes tem permanecido consistente nas malas Hermès, sendo um padrão para verificar a sua autenticidade. Qualquer desvio no tamanho ou posicionamento destas tachas pode ser um sinal de alerta.

As placas autênticas Hermès estão perfeitamente centradas na alça, garantindo que uma quantidade significativa de pele seja visível ao redor da placa. A placa deve ser menor do que a largura da alça para permitir essa visibilidade. Em contraste, as malas falsificadas frequentemente têm placas que são grandes demais para a alça de pele, minimizando a visibilidade da pele ao redor, o que pode ser um indicador claro de inautenticidade.

Ao comparar placas genuínas e falsificadas, as diferenças no posicionamento das tachas e no tamanho das placas são frequentemente evidentes. Placas falsificadas podem não ter o alinhamento e dimensionamento corretos das tachas, auxiliando ainda mais no processo de autenticação.

Caixa de embalagem Hermès

A Hermès usa apenas os melhores materiais, não apenas nas suas malas, mas também nas suas embalagens. O cartão usado é resistente e texturizado, e a qualidade da impressão é nítida com cores vibrantes consistentes com a paleta da marca. Caixas falsificadas muitas vezes têm acabamentos opacos ou o texto borratado, o que pode ser um claro indicador de inautenticidade. É necessário usar luz UV para verificar a autenticidade de uma caixa Hermès, para que seja possível revelar o padrão impresso invisível ao olho nu. Este método pode revelar marcações ocultas não visíveis à luz normal, que são frequentemente usadas pelos fabricantes de bens de luxo para marcar produtos genuínos. É aconselhável empregar este método em conjunto com outros, incluindo a análise do material da caixa e a avaliação da qualidade de impressão.

Códigos da artesanalidade da Hermès

Os códigos de origem da Hermès, usualmente referidos como carimbos cegos, desempenham um papel fundamental na autenticação das malas Hermès, incluindo a cobiçada Birkin. Estes códigos são discretamente impressos no interior da mala, historicamente posicionados no interior da alça frontal esquerda antes de 2016. Depois desta data, a colocação destes códigos mudou para várias partes do interior de pele da mala. Cada código consiste numa combinação de letras e números, geralmente com cerca de oito caracteres. A sequência começa com uma letra que representa o ano em que a mala foi feita, o que é crucial para determinar a idade da mala. A seguir, uma série de caracteres identifica o artesão responsável pela sua criação. Esta ligação ao artesão adiciona uma camada de personalização e rastreabilidade a cada peça. As malas Hermès falsificadas muitas vezes não conseguem replicar estes códigos com precisão. Podem omiti-los completamente ou usar uma série de letras e números sem sentido que não se alinham com o sistema de datação estabelecido pela marca. Ser capaz de decifrar esses códigos não apenas ajuda a verificar os detalhes de produção da mala, mas também confirma sua autenticidade e linhagem.

Se a mala não tiver um número de série, é aconselhável ter cautela, especialmente se foi fabricada depois de 1945, pois todas as malas Hermès genuínas após essa data devem ter um. O número de série, também conhecido como carimbo cego, serve como um identificador chave e inclui:

  • Marca do Artesão: Pode ser uma única letra ou uma combinação de letras e números, identificando o artesão ou grupo de artesãos que fabricou a mala.
  • Código de Data: O ano de fabricação é representado por uma letra. O formato da letra mudou ao longo dos anos:
    • De 1945 a 1970, a letra aparece sozinha (por exemplo, "A").
    • De 1971 a 1996, a letra é circundada por um círculo.
    • De 1997 a 2014, a letra é encerrada dentro de um quadrado.
    • De 2014 até o presente, a letra aparece novamente sozinha, semelhante ao sistema anterior a 1971.

É importante notar que a letra "S" nunca é usada nesses códigos de data, pois é reservada para itens vendidos que não incluem artigos de pele.

Ao avaliar a autenticidade de uma mala Hermès com base no seu número de série, considere também o local onde ele é encontrado:

  • Malas Pré-2016: O número de série é normalmente encontrado no verso de uma das alças, atrás da placa.
  • Malas Pós-2016: O número de série está localizado no interior da mala.

Além disso, certifique-se de que a letra do código de data no número de série corresponda ao estilo e à era da mala. Por exemplo, uma mala que parece muito recente não deve ter um número de série posicionado na parte de trás da alça, pois este método de colocação foi alterado em 2016. Este cuidado com os detalhes pode ajudar a confirmar a autenticidade da mala e evitar erros dispendiosos na compra de itens de luxo falsificados.

Processo de autenticação

Autenticar uma mala Hermès envolve uma análise detalhada dos materiais da bolsa, artesanato, logotipo, hardware e muito mais. Este processo requer uma boa compreensão dos padrões meticulosos da Hermès. Mesmo colecionadores experientes podem ser enganados por falsificações de alta qualidade, tornando crucial contar com vendedores confiáveis ou serviços de autenticação. Lembre-se de que possuir uma mala Hermès é mais do que uma declaração de moda - é um investimento numa obra de arte. A dedicação da marca à qualidade garante que cada mala não apenas realce um guarda-roupa, mas também mantenha seu valor ao longo do tempo, tornando-a uma adição valiosa a qualquer coleção de luxo. Em caso de dúvida, investir num serviço de autenticação de qualidade é aconselhável para garantir a autenticidade da sua mala e proteger o seu investimento.

Carrinho de compras

Todo o estoque disponível está no carrinho

Seu carrinho está vazio.

x